1

Os historiadores acreditam que a brincadeira tenha dado início com os povos nórdicos. Eles esperavam o amanhecer para trocar presentes e nesta troca diziam: “ Que você jamais esqueça dos deuses sobre nós” e o presente trocado é para eternizar o pacto.

Em 1929 em plena crise econômica, a brincadeira se popularizou, as pessoas não tinham dinheiro para comprar presentes para todos então dessa maneira todos saiam com presente.

Para deixar o seu amigo secreto mais divertido nós temos algumas sugestões de brincadeiras:

Amigo da onça:

 Ou inimigo secreto, como também é conhecido, é diversão e risadas garantidas. A intenção é comprar algum presente que o amigo não vá gostar, ou então que de alguma forma tire sarro nele. O bom dessa brincadeira é que se gasta pouco, pode ser feita com produtos de até R$10.

3

Amigo dança das cadeiras:

Nada mais divertido que dança da cadeira e amigo secreto, os dois juntos é alegria garantida nessa noite especial de confraternização. Funciona assim: cada um leva um presente (unissex) e todos os pacotes são enumerados de acordo com o número de participantes. Depois começa a dança das cadeiras e cada pessoa que sai ganha um número sorteado. Ao final da brincadeira todos resgatam seus presentes e o vencedor da dança tem direito de escolher entre o presente que ganhou e todos os outros.

Amigo temático:

O grupo escolhe um tipo de presente que será padronizado, pode ser cervejas importadas, vinhos, livros, canecas, chocolates, etc. É só colocar a imaginação para funcionar. Primeiro deve-se escolher o tema e depois o presente.

4

Amigo ladrão:

No caso do amigo ladrão todas as pessoas devem comprar um presente de desejo pessoal (o que gostaria de ganhar). Cada presente deve ser embrulhado de modo que não seja fácil descobrir o que é. Cada participante tira um número através de um sorteio, e quem tirar o número 1 inicia a brincadeira escolhendo um presente. A partir daí cada participante (em ordem numérica) escolhe um embrulho da mesa e decide se quer ficar com ele ou com algum outro que os participantes anteriores já abriram. Aí se ele escolher um presente que já foi aberto o participante tem que trocar. Pode-se estipular também um número máximo de trocas (até 2 ou 3 dependendo do número de participantes) que um presente pode ter para não ficar todo mundo brigando pelo mesmo.

Excelente confraternização para você!

Fonte utilizada: Wikipédia e site: icupom


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/blogdonaresolve/public_html/wp-includes/functions.php on line 4212